Trailer Oficial de "Fallen" é divulgado

Olá leitores, tudo bem?!

Hoje viemos com uma notícia muito aguardada pelos fãs da saga literária "Fallen", da autora Lauren Kate (resenha aqui).

Depois de muitas mudanças de planos, o trailer oficial da adaptação do primeiro livro finalmente foi liberado. A previsão de estreia nos cinemas ainda não tem data confirmada, mas estima-se que ocorra ainda em novembro.

A versão de "Fallen" para os cinemas tem direção de Scott Hicks e roteiro escrito por Michael Ross. No elenco, encontram-se os nomes de Addison Timlin (Stand Up Guys), Jeremy Irivine (War Horse), Harrison Gilbertson (Need For Speed) e Joely Richardson (The Girl With The Dragon Tatoo). 
 

Sinopse: Responsabilizada pela misteriosa morte de seu namorado, Lucinda Price (Addison Timlin) vai para um reformatório. Em Sword & Cross ela se aproxima de Daniel Grigori (Jeremy Irvine), sem saber que ele é um anjo apaixonado por ela há milênios, e também não consegue se manter afastada de Cam Briel (Harrison Gilbertson), outro que luta há tempos por seu amor.

 

LANÇAMENTOS DO MÊS DE AGOSTO/16 (PARTE 3)

Heey, people!

Vamos para a última postagem de alguns dos váááários lançamentos do mês de Agosto??

Bora lá!!




1) Os Dois Terríveis ainda piores (Os Dois Terríveis #2) de Jory John e Mac Barnett
Editora: Intrínseca
Sinopse: Miles e Niles continuam pregando peças. E agora vão contar com um ajudante de peso para derrotar um terrível vilão.
A dupla mais terrível de Vale do Bocejo está de volta, e agora os dois amigos precisarão ser mais inteligentes e desordeiros do que nunca se quiserem dar fim a um vilão alérgico a brincadeiras e felicidade. 
Miles e Niles estavam vivendo a era de ouro da pregação de peças. Cada dia uma mais elaborada e hilária do que a outra. Só que tudo que é bom acaba. Sem querer, os meninos acabam fazendo com que o sr. Bronca seja demitido. Em seu lugar, entra um homem ranzinza que detesta alegria e que fará de tudo para acabar com a epidemia de trotes que se espalhou pela escola. 
Agora, os dois amigos terão que se esforçar para botar em prática suas peças mais arrojadas e trazer de volta a diversão para a escola.
No segundo livro da série mais terrível de todos os tempos, os autores e melhores amigos Mac Barnett e Jory John provam mais uma vez que peças e trotes, quando pregadas com sabedoria e inteligência, podem ser uma forma de fazer justiça — e causar muitas risadas.

2) Biblioteca de Almas (O lar da Srta. Peregrine para crianças peculiares #3) de Ransom Riggs
Editora: Intrínseca
Sinopse: Biblioteca de Almas é o último volume da celebrada trilogia iniciada com O lar da srta. Peregrine para crianças peculiares. Neste terceiro livro, depois de sofrer com a morte do avô, conhecer crianças com habilidades peculiares em uma fenda temporal e partir pelo mar em uma busca desesperada para curar a srta. Peregrine, Jacob vai finalmente enfrentar a inevitável conclusão dessa turbulenta jornada. 
Jacob descobre uma poderosa habilidade e não demora a explorá-la para resgatar os amigos peculiares e as ymbrynes da fortaleza dos acólitos. Junto com ele vai Emma Bloom, uma menina capaz de produzir fogo com as mãos, e Addison MacHenry, um cão com faro especial para encontrar crianças perdidas.
Partindo da Londres dos dias atuais, o grupo vai percorrer as ruelas labirínticas do chamado Recanto do Demônio, uma complexa fenda temporal que abriga todo tipo de vícios e perversões. É ali que o destino de peculiares de toda parte será decidido de uma vez por todas. Tal como os volumes anteriores da série, Biblioteca de Almas une fantasia, aventura e sombrias fotografias de época para criar uma experiência de leitura única.

3) Baseado em fatos reais de Delphine de Vigan
Editora: Intrínseca
Sinopse: Em uma obra em que o leitor é levado constantemente a questionar o que lhe é apresentado, Delphine de Vigan constrói um clima confessional, sombrio e opressivo para expor a obsessão do mercado editorial e do cinema pelas narrativas baseadas em fatos reais. A linha tênue entre verdade e mentira oscila para enriquecer uma poderosa reflexão sobre o fazer literário e questionar as fronteiras entre aparentes dicotomias, como real e ficção, razão e loucura, público e privado. Um livro brilhante, que joga com os códigos da autoficção e do thriller psicológico. 
Após o grande sucesso de seu último livro, em que revelava perturbadores segredos familiares, Delphine se vê diante da temível pergunta: o que vem depois de um texto tão pessoal, que comove tantos leitores? A inércia. O sucesso a fragiliza a tal ponto que a deixa completamente vulnerável. Ela não consegue mais escrever nem uma linha, nem sequer se sentar diante do computador ou segurar uma caneta. Está esgotada, e vive assombrada pela pressão da próxima obra. 
Tomada pelo bloqueio criativo, o sentimento de impotência e isolamento permeiam constantemente sua vida: os filhos gêmeos, Louise e Paul, estão prestes a sair de casa para seguir o próprio caminho e ingressar na universidade. Além disso, seu namorado, François, é um famoso jornalista e apresentador de um programa de crítica literária e está sempre viajando para o exterior. A instabilidade emocional de Delphine ainda é agravada pelas cartas de teor bastante violento que recebe de um remetente anônimo, ameaçando-a por ter exposto publicamente sua família. 
Nesse cenário de fragilidade, Delphine conhece L., uma mulher sofisticada, confiante, feminina, carismática e atraente. Tudo o que ela sempre desejou ser. L. parece ter um passado misterioso, trabalha como ghost-writer, e entra de modo insidioso na vida da escritora, que vê na amizade uma forma de superar seu bloqueio criativo. L. é a amiga perfeita, sempre disponível, e logo passa a interferir nos aspectos mais íntimos da vida de Delphine. O domínio de uma sobre a outra é inesperado. A conexão entre elas parece... inacreditável.

4) Entre Nós - Pelos olhos de Donovan (Mais Além da Escuridão #Spin Off) de Catia Mourão
Editora: Ler Editorial
Sinopse: Finalmente temos a chance de desvendar todos os mistérios que envolveram Donovan Hunter durante os acontecimentos de Entre Nós, o primeiro livro da saga Mais Além da Escuridão.
Através da visão de sua criadora, esse instigante personagem ganha voz, na forma de um Spin Off vibrante e revelador.

5) Caminho das Águas (Trilogia das Águas #1) de Eva Zooks
Editora: Ler Editorial
Sinopse: O que fazer quando a vida está ligada a um segredo? Quando todas as decisões conduzem a um caminho desconhecido e misterioso?
Anne é uma historiadora obcecada por um tema em particular: a história de um homem que visita seus sonhos desde a adolescência. Ethan Brown, um soldado condecorado da guerra da Secessão.
Mas que estranha relação existe entre ela e alguém que viveu em 1864?
É isso que Anne terá a oportunidade de descobrir ao ser convidada por Henry Starre, um rico colecionador de obras de arte, para passar uma temporada em Maryland e conhecer de perto o local de suas pesquisas.

6) O Deputado (Entre o Amor e o Poder #1) de Fernanda Terra
Editora: Ler Editorial
Sinopse: Artur Sebastian Scott, um político bilionário que, por conta do poder, tornou-se uma pessoa esnobe, dura e arrogante.
Linda Marilyn Stevens, uma jornalista formada em direito político. Carinhosa, carismática e amorosa, porém não menos determinada.
Quando seus destinos se cruzarem, Artur se sentirá perdido em meio à dureza de seu coração e ao comprometimento com sua profissão, mas usará todas as armas ao seu alcance para conquistá-la. 
O Deputado é o primeiro livro de uma trilogia, um conto de fadas moderno, no qual a princesa sonhadora adentra, pela porta da frente, o castelo que sempre idealizou. 
Mas, e depois, o que acontece?
Será que a idealização pode ir por água abaixo ao se deparar com a vida real?
O príncipe não é assim tão perfeito, tem inúmeros defeitos como qualquer ser humano. Mas suas qualidades podem sobressair.

7) Alerta de risco -Contos e Perturbações de Neil Gaiman
Editora: Intrínseca
Sinopse: É com palavras assim que Neil Gaiman apresenta Alerta de risco, uma rica coletânea de histórias de terror e de fantasmas, ficção científica e conto de fadas, fábula e poesia que exploram o poder da imaginação.
Em “História de aventura”, Gaiman pondera sobre a morte e sobre como, ao morrer, as pessoas levam consigo suas histórias. No suspense “Caso de morte e mel”, ele nos presenteia com sua versão do mundo de Sherlock Holmes. Em “A Bela e a Adormecida”, duas conhecidas personagens de contos de fadas têm suas histórias entrelaçadas em uma releitura bastante original. “Hora nenhuma” é um conto muito especial sobre Doctor Who, escrita para o quinquagésimo aniversário da série de tevê, em 2013. E há também um conto escrito exclusivamente para esta coletânea: “Cão negro”, que revisita o mundo de Deuses americanos ao narrar um episódio que envolve Shadow Moon em um bar durante seu retorno aos Estados Unidos.
Um escritor sofisticado cujo gênio criativo não tem paralelos, Gaiman hipnotiza com sua alquimia literária e nos transporta para as profundezas de uma terra desconhecida em que o fantástico se torna real e o cotidiano resplandece. Repleto de estranheza e terror, surpresa e diversão, Alerta de risco é um tesouro que conquista a mente e agita o coração do leitor.

8) As Chamas do Paraíso (A Roda do Tempo #5) de Robert Jordan
Editora: Intrínseca
Sinopse: Depois de uma perigosa jornada ao Deserto Aiel, Rand se consagrou como Aquele Que Vem Com a Aurora, conforme profetizado por seu novo povo. Ter um exército de homens e mulheres extremamente hábeis na batalha deveria ser uma vantagem, mas, conforme se apega aos novos aliados, o Car'a'carn, chefe dos chefes, se sente cada vez mais vulnerável às tramas de seus inimigos.
Enquanto isso, Nynaeve e Elayne perdem aliadas importantes e ganham uma poderosa inimiga. Após a expulsão de Siuan Sanche da Torre Branca, as duas Aceitas devem tentar encontrar as poucas Aes Sedais que continuam fiéis à sua causa. Porém, Moghedien está à espreita, determinada a capturar Nynaeve em sua teia. 
Em As Chamas do Paraíso, Jordan aprofunda ainda mais seu criativo universo. Antigas instituições caem por terra e novas alianças se formam, pois o Dragão provoca mudanças por onde passa. Heróis lendários se juntam à história no novo volume de A Roda do Tempo, uma das mais extraordinárias séries já escritas.

9) Sem Limites Para o Prazer de JC Ponzi
Editora: Ler Editorial
Sinopse: Eles desconhecem limites e pudores. A única coisa que importa é concretizar seus desejos.
Jessica Becker é o tipo de garota invejada por todos. Linda e nascida em berço de ouro, ela sabe o poder que tem nas mãos e utiliza seus atributos para satisfazer suas vontades. Nem mesmo homens mais velhos, de reputação ilibada, conseguem resistir aos encantos da aluna mais popular da MVA.
Com planos bem traçados e prestes a concluir o último ano de high school, Jessica se vê balançada pelo novato Theodore e começa a questionar os meios que utiliza para alcançar seus objetivos.
Será o ingênuo rapaz capaz de despertar sentimentos verdadeiros na garota mimada e sem escrúpulos?

10) Desamparo de Inês Pedrosa
Editora: LeYa
Sinopse: Original e abrangente, a saga de uma mulher que se mistura à história de seu país de origem. A saga de uma mulher que foi levada do colo da mãe para o Brasil aos três anos, e regressa para a conhecer mais de meio século depois, é o ponto de partida deste extraordinário romance de Inês Pedrosa. A partir de escrita inteligente, límpida e repleta de humor, a autora cria um universo singular, em um típico povoado português onde se cruzam personagens e histórias de vários continentes. Entre emigrações e imigrações de ontem e hoje, personagens solitários e exilados procuram novas formas de vida, enquanto tentam sobreviver à maior depressão econômica das últimas décadas. Com um enredo cheio de força e originalidade poucas vezes vista na literatura recente, este livro é atravessado por amor, traição, poder, inveja, crime, medo, vingança e - sobretudo - pela constante presença da morte. É a partir dela, e de um enredo que une as tradições e idiossincrasias de diversos países em um pequeno povoado, que Inês Pedrosa faz a radiografia do Portugal contemporâneo e, por extensão, do mundo em que vivemos.

11) Amor Plus Size de Larissa Siriani
Editora: Verus
Sinopse: Maitê Passos é uma garota linda, de dezessete anos e mais de cem quilos. Ela passou a infância e a adolescência sendo resumida ao peso. Mas e quando é justamente esse o fator que pode mudar completamente a sua vida?
Em meio ao turbilhão do ensino médio, com uma mãe obcecada por dietas, um crush antigo por Alexandre, o cara mais gato da escola, e uma amizade deliciosa com Isaac, fotógrafo amador, Maitê vai descobrir que não precisa ser igual a todas as outras meninas para ser feliz. 
Neste romance corajoso e cheio de reviravoltas, Larissa Siriani narra a história de uma jovem descobrindo seu lugar no mundo, construindo uma jornada incrível de autoconhecimento, aceitação e empoderamento.

12) Fábrica de Vespas de Iain M. Banks
Editora: DarkSide Books
Sinopse: Frank – um garoto de 16 anos bastante incomum – vive com seu pai em um vilarejo afastado, em uma ilha escocesa. A vida deles, para dizer o mínimo, não é nada convencional. A mãe de Frank os abandonou anos atrás; Eric, seu irmão mais velho, está confinado em um hospital psiquiátrico; e seu pai é um excêntrico sem tamanho. Para aliviar suas angústias e frustrações, Frank começa a praticar estranhos atos de violência, criando bizarros rituais diários onde encontra algum alívio e consolo. Suas únicas tentativas de contato com o mundo exterior são Jamie, seu amigo anão, com quem bebe no pub local, e os animais que persegue ao redor da ilha.
Abandonado à própria sorte para observar a natureza e inventar sua própria teologia – a maneira do Robinson Crusoé de Daniel Defoe –, Frank desconhece a escola e o serviço social, já que seu pai acredita na educação “natural”, recomendada pelo filósofo do século XVIII Jean-Jacques Rousseau e apresentada em seu romance Emílio, ou Da Educação (1762), que sugere que as crianças devem crescer entre as belezas da natureza, permitindo que elas se deleitem com a flora e a fauna. A natureza humana seria boa a princípio, mas corrompida pela civilização. Quando descobre que Eric fugiu do hospital, Frank tem que preparar o terreno para o inevitável retorno de seu irmão – um acontecimento que implode os mistérios do passado e vai mudar a vida de Frank por completo.



E quanta leitura para este mês, né? Agosto recheado de lançamentos e diversos gêneros para todos os gostos! Quais livros vocês se interessaram e querem ler? Conta pra gente!! 

Neil Gaiman em dose dupla

Olá pessoal, tudo bem?!

Hoje viemos com uma notícia que vai deixar os fãs de Neil Gaiman com um sorriso de orelha à orelha :) Primeiramente, temos a notícia publicada no site Neil Gaiman Brasil a respeito de seu novo livro. A editora W. W. Norton - a mesma de "Clube da Luta" - anunciou que irá lançar uma aventura romanceada (ainda sem título definido), baseada nos mitos de Asgard, no início de 2017. A história terá Ragnarok como cenário apocalíptico principal e irá explorar os nove mundo nórdicos que possuem habitantes como duendes, anões, gigantes, demônios, deuses, seres humanos e mortos. O lançamento do livro acontece em um momento de hype da Mitologia Nórdica no cinema, com Thor pela Marvel, e na literatura, com o mais novo título de Rick Riordan. 

A segunda notícia envolvendo Gaiman se refere à adaptação para TV de seu livro "Deuses Americanos". Com previsão de estreia para 2017, mas sem data confirmada, a série promete ser sucesso e já está deixando o público na alta expectativa com a divulgação de seu primeiro trailer.
 

"Deuses Americanos" foi publicado no Brasil pela Editora Conrad. Sendo considerado o melhor e mais ambicioso romance de Gaiman, a história faz uma viagem alucinógena, envolvendo a profunda análise do espírito americano. Levantando questões como a era da informação, o significado da morte, a obsessão pelo dinheiro e poder, a herança religiosa e sua consequência social, o autor faz um exame sobre a alma e a espiritualidade dos Estados Unidos e seu povo, através de narrativa e enredo perspicazes e agudos. "Deuses Americanos" foi e é sucesso enquanto livro. Agora, veremos se a dose irá se repetir igualmente na versão para TV!

"O Menino da Lista de Schindler", de Leon Leyson

"O Menino da Lista de Schindler"
Autor: Leon Leyson (em parceria com Marilyn J. Harran e Elisabeth B. Leyson)
Tradução: Pedro Sette-Câmara
Editora: Rocco (selo Jovens Leitores)
253 páginas

Sinopse: Um pequeno vilarejo, os irmãos, os amigos, as corridas nos campos, os banhos de rio: essa é a verdadeira história de Leon, a história de um mundo despedaçado pela invasão dos nazistas. Quando em 1939 o exército alemão ocupou a Polônia, Leon tinha apenas dez anos. Logo ele e sua família foram confinados no gueto de Cracóvia junto a milhões de outros judeus. Com um pouco de sorte e muita coragem, o menino conseguiu sobreviver ao inferno e foi contratado para trabalhar na fábrica de Oskar Schindler, o famoso empreendedor que conseguiu salvar mais de mil e duzentos judeus dos campos de concentração. Neste testemunho que ficou por tanto tempo inédito, Leon Leyson nos conta sua extraordinária história, na qual, graças à força de um menino, o impossível se tornou possível. O Menino da Lista de Schindler é um legado de esperança e um chamado para que todos nós nos recordemos daqueles que não tiveram a chance do amanhã.


"... não havia nenhum jeito seguro de sobreviver num mundo que tinha se tornado completamente insano." (pg. 114)

Olá pessoal, tudo bem?!

Hoje a resenha que trago é do emocionante livro "O Menino da Lista de Schindler". Quem acompanha o blog, já deve saber que livros com a II Guerra Mundial como tema ou pano de fundo sempre despertam meu interesse. Apesar de já serem conhecidos todos os horrores sofridos por milhares de pessoas, é impossível não se emocionar a cada novo relato pessoal e traçar certas semelhanças com os dias atuais. Por causa disso, logo que vi "O Menino da Lista de Schindler" e li sua sinopse, soube que a leitura seria de meu interesse e, portanto, não pensei duas vezes antes de começar a lê-lo.

Antes de mais nada, é importante salientar que, diferentemente de outros livros que abordam a Segunda Guerra e o holocausto através dos olhos de crianças, como "A menina que roubava livros", "O menino dos fantoches de Varsóvia" ou "O menino do pijama listrado", "O Menino da Lista de Schindler" se trata de um livro autobiográfico, um testemunho real, corroborado por fotos e documentos da época, e escrito em primeira pessoa por Leon Leyson, sobrevivente de um dos momentos mais cruéis e turbulentos da nossa história recente.

Trazendo à tona suas memórias de infância e de adolescência vividas em guetos e centros de concentração, Leon dá vida e singularidade aos fatos que conhecemos através dos livros de história. Assim como Anne Frank, o autor descreve essas fases de sua vida, que a princípio seriam de inocência e descobertas, experimentadas em meio ao caos, à crueldade e ao medo. Porém, ao contrário de Anne, esse relato se dá através da rememoração do autor já idoso.

Longe do sentimentalismo que poderia naturalmente estar presente nesse tipo de relato, o autor descreve de forma direta, simples e crua os momentos vividos por ele e sua família, desde o tempo tranquilo vivido em um pequeno vilarejo da Polônia, depois na cidade grande de Cracóvia e, mais tarde, em um gueto e campo de concentração. É neste lugar que seu destino acaba cruzando com alguns dos nomes mais simbólicos do período, como os nazistas e dicotômicos Anom Goeth e Oskar Schindler. Enquanto Leon descreve Schindler como "diferente. Ele obviamente queria saber quem éramos. Seus atos mostravam que se importava conosco enquanto indivíduos" (pg. 153), ele também lembra dos momentos de pânico que sentia com a aproximação de Goeth:

"Eu tinha recebido ordens para tirar a neve com um grupo de homens. Sem roupas de inverno, minhas mãos estavam tão congeladas que eu mal conseguia segurar a pá. De repente, o Hauptsturmführer Goeth apareceu e, num capricho, exigiu que os guardas dessem vinte e cinco chibatadas em cada um de nós com atrozes chicotes de couro. Nenhum de nós conseguia entender a provocação, mas isso não importava. Como comandante, Goeth poderia fazer o que quisesse, com ou sem razão. Ele parecia adorar atormentar os indefesos. Ficou observando um pouco o espetáculo e concluiu que as chibatadas estavam lentas demais, então mandou os guardas trazerem mesas longas e alinhar-nos em fileiras de quatro. Junto a três homens com o dobro do meu tamanho e da minha idade, fui receber o castigo. Os chicotes tinham bolinhas na ponta, intensificando a dor e o estrago. Recebemos ordens de contar as chibatadas enquanto éramos chicoteados. Se a dor nos vencesse e errássemos um número, os guardas recomeçavam a contagem." (pg 135)

Todos esses fatos são contados com a lembrança das angústias, dúvidas e incertezas vivenciadas pelo autor. Passar sua infância e adolescência sob condições tão cruéis e, mesmo assim, ter força e fé para superá-las, nos faz refletir e agradecer os tempos atuais, mesmo com todos os problemas que a nossa sociedade enfrenta. O relato de luta pela sobrevivência e de esperança e coragem, mesmo nos piores momentos de fome, doença, medo, horror, violência, perda de pessoas queridas e da presença constante da morte, tem a capacidade de mexer com os nossos sentimentos ao lembrar que esse é o relato real de uma pessoa, mas que tantas outras passaram pelo mesmo.

"Quando saí do gueto, com seus muros coroados de lápides, e andei pelas ruas de Cracóvia, fiquei perplexo ao ver que a vida parecia idêntica à que eu conhecera antes de entrar lá. Era como se eu estivesse em uma viagem no tempo... ou como se o gueto ficasse em outro planeta. Eu olhava as pessoas limpas e bem-vestidas, ocupadas, indo de um lugar a outro. Todas pareciam tão normais e felizes. Será que não sabiam o que estávamos sofrendo a apenas alguns quarteirões de distância? Como poderiam não saber? Como poderiam não fazer nada para nos ajudar? Um bonde parou, e os passageiros embarcaram, ignorando nossa presença. Eles não mostravam nenhum interesse em quem éramos, para onde estávamos indo ou por quê. Era simplesmente incompreensível que nossa miséria, nosso confinamento e nossa dor fossem irrelevantes para suas vidas." (pg. 125)

De certa forma, a cada novo testemunho desse período da nossa história, a sensação de estarrecimento parece sempre nova, levantando reflexão e perguntas sobre como e o porquê tanto ódio e tantos absurdos disseminados em larga escala. Certamente, são leituras para serem feitas sempre, para que a lembrança desses fatos nos faça entender o poder das ideias e da intolerância.

                                 
   By Débora

Popular Posts

Twitter

Instagram