"A Dança da Floresta" de Juliet Marillier

sábado, fevereiro 05, 2011


"A Dança da Floresta" - Livro 1 da série Wildwood
Autora: Juliet Marillier
Tradução: Julia Romeu
Editora: Prumo
376 páginas

Sinopse: Esta é uma história que transita entre um mundo mítico e um castelo na Transilvânia. Jena, uma garota de dezesseis anos, seu sapinho de estimação Gogu e suas quatro irmãs guardam um segredo - desde pequeninas, em toda noite de Lua Cheia, fazem sombras com as mãos contra uma pedra, abrindo um misterioso portal para uma floresta mágica, onde dançam com encantadoras e bizarras criaturas fantásticas.Porém, elas não imaginavam que suas vidas mudariam drásticamente - o pai adoece e, por recomendações médicas, vai para uma região onde o inverno é mais ameno. Jena e sua irmã Tati ficam encarregadas de cuidar dos negócios da família no castelo Piscul Dracului. As coisas vão bem até que um trágico acidente deixa tudo fora de controle.


De início, o livro já chama atenção pela beleza da capa, super colorida e detalhada, tendo como cenário um universo mágico.

A história acontece na gelada Transilvânia e conta a história de cinco irmãs – órfãs de mãe - que moram em um castelo, um lugar antigo e enorme, cheio de portas e passagens secretas. Ainda crianças, elas descobrem o portal para um mundo mágico, onde vivem seres estranhos, com os quais não estão habituadas. Esse mundo mágico e o mundo real têm em comum a floresta de Piscul Dracului, local onde se encontra o castelo. Pelos humanos, a floresta é tida como amaldiçoada e assombrada, sendo respeitada por alguns e odiada por outros.

A passagem para o outro mundo se abre nas noites de lua cheia e, para este momento especial, as irmãs se vestem com seus melhores vestidos.  Lá elas são recebidas pelos seres mágicos (com direito a duendes, bruxas, fadas, seres da noite), com os quais dançam, conversam e se divertem por horas. O mais interessante é que, ao ler a história e conhecer cada novo personagem, é possível encontrá-lo na capa. Toda essa aventura é o segredo que dividem as irmãs e a história gira em torno de tudo o que elas farão para mantê-lo e proteger, dessa forma, este reino mágico da destruição resultante da ganância e do medo dos humanos, que desconhecem esse mundo aparte.

Jena é quem narra a história. Apesar de não ser a mais velha, é ela quem toma a responsabilidade para cuidar da casa, das irmãs e dos negócios da família quando o pai doente precisa se afastar do local por alguns meses em busca de tratamento em uma cidade de clima mais ameno. Jena tem como melhor amigo Gogu, um sapo que ela achou na floresta quando criança. É com ele que Jena compartilha todos os seus segredos e, para os outros, ela insiste em afirmar que é compreendida pelo amigo.  

A representação da possessividade e do temor humano pela floresta pode ser percebida através do personagem César, primo de Jena, que, após a morte do pai, se mostra mal educado, ambicioso e machista, não acreditando no potencial de suas primas para cuidar de tudo sozinhas. A relação entre os dois fica então balançada justamente por causa do comportamento de César e pelo ódio que ele sente em relação à floresta de Piscul Dracului. Para César, ela é culpada por todas as coisas ruins que já aconteceram em sua vida.

O livro se enquadra na categoria infanto juvenil, mas, apesar disso, a protagonista da história, Jena, enfrenta muitos problemas para a sua idade. Apesar da narrativa ser leve, o tom dramático dá ares adultos à história, tornando a leitura interessante até para quem não gosta desse gênero fantasioso. Além disso, a autora enriquece a trama utilizando muitos elementos do folclore e da mitologia existentes na região da Transilvânia. Há até mesmo um glossário com os termos utilizados por ela, a tuica, por exemplo, nos pareceu deliciosa.

Com certeza, é um livro que recomendamos a leitura. Mesmo aqueles que não gostam de temas muito fantasiosos podem se ver, de repente, envolvidos e apaixonados pela história (como aconteceu com a Débora), cheia de mistérios, questões a serem resolvidas e obstáculos que cinco irmãs têm de enfrentar para conquistar a independência em uma sociedade onde as mulheres deviam se preocupar apenas com o lar. Para nós, foi um livro que superou as expectativas da melhor forma possível, pois não se resume a um mero conto de fadas. Se tivéssemos que dar uma nota, seria A.  

By Débora e Alessandra

Poderá gostar também

7 comentários

  1. tem um meme literario no meu blog. se vc gostar, te convido a responder as perguntas aqui no seu blog :)
    http://chabiscoitoseumlivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Parece ser um bom livro! Anotar na minha listinha.. O.o Ok, só eu que tenho listinha? UAHIUAHAI' Amei o blog.

    ResponderExcluir
  3. Com certeza não é a única com listinha! hsuaihsuiahs a minha tá enorme!
    Obrigada querida!

    Beijos
    By Ale

    ResponderExcluir
  4. AAh! Eu já li!
    Em breve o resenharei também!
    Adorei a história. É bastante criativa!

    ResponderExcluir
  5. Ai, como eu amo esse livro!
    Muito perfeito, um dos melhores que eu já li *-*
    Faço de sua resenha minhas palavras HAHA

    Bjoos'
    Lee Iauch - ϟ●•Giяl's•●ϟ

    ResponderExcluir
  6. Sou louca pra ler esse livro e ainda não pude comprar e ne machei na bibliotecas por aqui em PE ^^
    adorei a resenha!!

    bjo

    p.s. dá uma passada no meu blog..

    Sweets Romances >> http://sweetsromances.blogspot.com/

    ResponderExcluir

- É permitido divulgar o endereço do blog/site, desde que seja feito em um comentário a respeito do post.
- Comentários realizados apenas para divulgar blogs/sites/promoções serão apagados.
- Utilize o formulário de CONTATO para avisos a respeito de memes/promoções/parcerias.

Popular Posts

Twitter

Instagram