Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 9 de abril de 2012

"Pode beijar a noiva" de Meg Cabot

"Pode Beijar a Noiva"
Autora: Patricia Cabot (pseudônimo de Meg Cabot)
Tradução: Sulamita Pen
Editora: Essência
240 páginas

Sinopse: Apenas um homem poderia propor a ela casamento... Emma Van Court, dama de uma família londrina, jamais esperava ficar viúva e sem vintém na aldeia escocesa de Faires. E quando uma fortuna lhe foi prometida, se ela tornasse a se casar, a bela professora deparou-se com um mosaico de homens solteiros lutando por suas atenções, desde o pastor local até um detestável barão. Um doce beijo selaria aquele amor... James Marbury, conde de Denham, era moderno e sofisticado... e totalmente desacostumado às estradas lamacentas e aos telhados de palha de Faires, para onde viera depois de saber do falecimento de seu primo Stuart. E sem demora ficou exasperado ao descobrir que seu amor louco e intenso pela viúva Emma continuava tão forte quanto antes. Diante de tantos homens solteiros que a cortejavam, James encontrou uma única solução: oferecer-se como marido temporário para Emma... mesmo que secretamente ele desejasse fazer seus votos durarem para sempre. 


Quando comprei esse livro, foi totalmente no escuro. Nunca tinha lido nenhuma resenha dessa obra e muito menos sabia sobre o que se tratava. A única coisa de que eu tinha conhecimento era da autora, a diva Meg Cabot. :D

Logo no início da leitura, o livro me surpreendeu. Sempre achei que era uma história que se passava nos dias atuais... mas não. Toda a história se desenrola na Londres e na Escócia do século XIX. Não li muuuitos livros que se passam no passado, mas os poucos lidos eu gostei. E com esse não foi diferente.

Emma Van Court é uma menina de 18 anos e muito generosa, preocupada em ajudar os necessitados. Desde muito nova, ela conhece James Marbury (Conde de Denham) e Stuart Chesterton, primo de James. O contato com James (um dos homens mais ricos de Londres) se consolida quando ela o procura para falar a respeito de doações. James, apesar de ser contra esse tipo de ajuda e de sempre reclamar disso com Emma, acaba por contribuir com algumas caridades. Já Stuart, ao contrário de seu primo James e para deslumbre de Emma, sempre se importou mais com coisas não materiais, vindo a se tornar um cura (em outras palavras, um pároco). A semelhança entre Emma e Stuart é tanta que eles acabam tendo um romance, o qual gera a reprovação de alguns, entre eles James. Devido a isso, Emma e Stuart não veem outra alternativa a não ser fugir para a Escócia, mas nem tudo serão flores para o casal. 

Todo o livro é narrado na 3º pessoa, o que ajudou bastante na criação da minha opiião a respeito da história, pois se tem acesso tanto aos pensamentos de Jamens quanto aos de Emma. Além disso, achei o desenvolvimento dos personagens impecável, pois, mesmo não concordando a princípio com as atitudes de algum deles, é fácil criar empatia e entender o lado de qualquer um. Achei isso um ponto positivo do livro, pois, geralmente, eu tenho algum personagem que eu não gosto tanto devido às suas ações... mas dessa vez isso não aconteceu. Até mesmo o barão, que era para ser um personagem detestável, com atitudes duvidosas, eu não consegui criar sentimentos de antipatia. Não sei se isso é bom ou ruim, mas não atrapalhou a leitura em nenhum momento.

Entre tantas coisas boas na leitura, porém uma única coisa eu senti falta. Achei a história um pouquinho parada... acho que faltou um pouco mais de 'movimento', ação. Mas, apesar disso, o livro é muito bom. Uma história de amor de época, escrito pela diva da Meg, não haveria de ser ruim. :P

By Alessandra

6 comentários:

  1. Oi Alê!
    Adoro esses livros históricos da Meg, eu quero ler todos!
    Muito bom quando o autor consegue nos fazer gostar dos personagens ainda que a gente não concorde com todas as atitudes deles né?
    Beijão!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela resenha Alessandra! Estou ansiosa para ler Pode Beijar a Noiva! Beijos!

    ResponderExcluir
  3. ainda não li nada da meg cabot! D: jah li várias resenhas dos livros dela, mas simplesmente não consigo tirar o pé atrás >.< fico com receio de ler e não gostar D:

    --
    hangover at 16

    ResponderExcluir
  4. Não li ainda nada da autora, mas pela sinopse desse livro e de tantos outros já postados, só me deixa curiosa e me perguntando pq ainda não li nada dela xP
    Adorei!
    Adorei seu cantinho e to seguindo seu blog, segue o meu?
    manuscritodecabeceira.blogspot.com
    Bjs.

    ResponderExcluir
  5. Ah, sendo livro da Meg vale á pena ler só por isso. E se tratando de um romance de época então, imagino que o livro seja muito bom. :D

    Adorei a resenha!

    Bj;*
    Naty.

    ResponderExcluir
  6. Tem muitas histórias da Meg que apesar de serem boas, são um pouco paradas. Lógico, seria melhor se tivesse um pouco mais de ação, mas nao tenho muito a reclamar haha

    xx carol

    ResponderExcluir

- É permitido divulgar o endereço do blog/site, desde que seja feito em um comentário a respeito do post.
- Comentários realizados apenas para divulgar blogs/sites/promoções serão apagados.
- Utilize o formulário de CONTATO para avisos a respeito de memes/promoções/parcerias.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...