"Ladrão de Almas" de Alma Katsu

sexta-feira, janeiro 18, 2013

"Ladrão de Almas" – Livro 1 da série Taker 
Autora: Alma Katsu 
Tradução: Ana Paula Doherty 
Editora: Novo Conceito
430 páginas

Sinopse: No turno da noite de um hospital no estado do Maine, o Dr. Luke Findley espera ter outra noite tranquila com lesões causadas pelo frio extremo e ocasionais brigas domésticas. Mas, no momento em que lanore McIlvrae — Lanny — entra no pronto-socorro, muda a vida dele para sempre. Uma mulher com passado e segredos misteriosos, Lanny não é como as outras pessoas que Luke conhceu. E Luke fica, inexplicavelmente, atraído por ela...mesmo sendo suspeita de assassinato. E conforme Lanny conta sua história, uma história de amor e uma traição consumada que ultrapassam tempo e mortalidade, Luke se vê totalmente seduzido. Seu relato apaixonado começa na virada do século 19 na mesma cidadezinha de St. Andrew, quando ainda era um templo puritano. Leia mais.



“Você não sabe das memórias que carrego em minha cabeça. Vida após vida de coisas que se arrepende de ter feito. Coisas que já viu outras pessoas fazerem. Coisas das quais não pode fugir... sem isto.  (...) Não há como apagar as memórias ruins. Não é fazer que é tão difícil, é viver com o que você já fez.” (pg.219)

Olá pessoal, tudo bem com vocês?!

Hoje viemos com a resenha de um livro que nos surpreendeu positivamente. “Ladrão de Almas” foi além de uma bela capa e título que poderiam nos levar ao clichê e ao óbvio... Encontramos uma história marcante e chocante em diversos aspectos, uma trama que ultrapassa as barreiras do amor, chegando à obsessão e às suas consequências ao longo dos séculos.

“Ladrão de Almas” é um livro rico, cheio de elementos que o torna muito difícil de resenhá-lo para vocês. Esse livro engloba várias coisas, desde magia, abusos até romance, imortalidade, orgias, entre outros. Cada fator, cada detalhe, o torna rico, eletrizante e nenhum pouco cansativo ou parado. A narrativa se mantém constante ao longo das mais de 400 páginas, o que não nos deixa piscar por medo de perder alguma reviravolta.  

A história tem um enredo surpreendente, sendo dividida em três partes principais que se entrelaçam através da personagem principal, Lanore (Lanny). Cada parte ocorre em uma época diferente, tendo cada uma delas um personagem coadjuvante que se tornará essencial para entendermos a vida da protagonista e os rumos e escolhas tomados por ela.

A narrativa começa em uma pacata cidade no interior de Maine (EUA), onde tudo segue a normalidade e mesmice de sempre, até que Lanny dá entrada no hospital toda ensanguentada e suspeita de assassinado. Dr. Luke Findley fica encarregado de cuidar da paciente. Fascinado pela delicadeza e beleza de Lanore, ele acaba tendo dúvidas a respeito desse assassinado. Será mesmo que essa frágil mulher seria capaz de tal atrocidade? É cuidando dela que ele acaba sabendo sobre certas coisas que até mesmo a polícia, e grande parte da humanidade, desconhecem. Com o aprofundamento da história, somos levados ao século XIX, onde conhecemos a vida de Lanny e o início de sua paixão obsessiva por Jonathan St. Andrew, filho do poderoso Charles St. Andrew, cujo nome foi dado ao vilarejo simples e distante onde Lanny vive com sua família. Após algumas reviravoltas, somos apresentados a mais um personagem enigmático e de extrema importância: Adair. Para conhecê-lo melhor, somos transportados até a Idade Média, para a região da Romênia, em um cenário marcado pela religiosidade, caça às bruxas, alquimia, servidão, etc.

Todas as três épocas se intercalam ao longo dos capítulos, o que nos faz ir aos poucos conhecendo e descobrindo os personagens, seus segredos, motivações e traumas de forma contínua e constante. O fato de a sinopse ser grande, não quer dizer que o livro não teve suas surpresas. Pelo contrário, a sinopse não entregou em nada a cereja do bolo. Vemos isso como um ponto positivo do livro. É incrível a maneira como a autora escreve, mantendo nossa atenção e curiosidade aguçadas ao longo de todas as páginas. Em cada capítulo, a cada instante, o rumo da história muda, os personagens se deparam com algo novo e desconhecido que muda nossas perspectivas e opiniões, mas, no final, tudo acaba se entrelaçando. “Ladrão de Almas” é um quebra cabeça que, à medida que as peças vão se interligando, apresenta uma história um tanto cruel e obscura.

É importante salientar que o livro possui abordagem mais adulta, principalmente no que tange à sexualidade e ao uso de drogas. Além disso, apesar de encontrarmos personagens fruto do sobrenatural, a história não está focada em abordar isso – o sobrenatural, mas sim as motivações e consequências psicológicas dessa condição na vida deles, o que torna a leitura muito mais interessante e real na medida do possível. Com certeza, é uma leitura recomendada!

“Não se engane com o que digo: na época, ele acreditava me amar e eu tinha certeza da sinceridade dele. Mas agora, com a sabedoria conquistada a duras penas, entendo quão tolos fomos ao proclamar palavras tão perigosas um ao outro! Éramos arrogantes e ingênuos, pensando que o que sentíamos, então, era amor. O amor pode ser uma emoção barata, facilmente oferecida, apesar de que não me parecesse assim naquela época. Em retrospecto, sei que só estávamos tapando os buracos de nossas almas, do jeito que uma onda carrega areia para encher os orifícios de uma praia cheia de pedras. Nós, ou talvez fosse só eu, saciávamos nossas necessidades com o que declarávamos ser amor. Mas, no final, a onda sempre leva de volta aquilo que trouxe.” (pg. 102)



By Débora e Alessandra


Poderá gostar também

7 comentários

  1. Parabéns pela resenha! Estou ansiosa para ler Ladrão de Almas! Beijo!

    www.newsnessa.com

    ResponderExcluir
  2. Oi meninas!
    Nossa, a resenha de vocês foi a primeira a me deixar com vontade de ler o livro. Vi muitas pessoas que se decepcionaram e que acharam mais do mesmo, mas eu gostei de vocês terem dito sobre o foco não estar no sobrenatural e sim no psicológico. Acho que eu gostaria da leitura!
    Beijos!
    P.S: Estão lindas na foto que colocaram no perfil do blog!!

    ResponderExcluir
  3. Me surpreendi com a sinopse, pois ao ler o título do livro, imaginei ser bobo e clichê, mas wow, que enredo intrigante. Uma mulher estranha em um hospital no meio da noite? Huuum. Chamou minha atenção.

    ResponderExcluir
  4. Já li bastante coisa boa sobre esse livro. Mas, apesar de ter ele há um bom tempo você acredita que ainda não o li?

    Parabéns pela resenha :)

    acidamentesensivel.com

    ResponderExcluir
  5. Estou super ansiosa para ler esse livro, irá chegar essa semana para mim! *-*
    http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Sou doida pra ler esse livro! Quero muito comprar, porém nunca acho nas livrarias :( Quem sabe um dia eu encontro, né?
    Te indiquei para um selinho lá no meu blog! Quando ter um tempinho, pode conferir. Um beijo!

    http://viciadas-em-livros.blogspot.com.br/2013/01/premio-dardos.html

    ResponderExcluir
  7. OMG, eu preciso desse livro! Só me deixou mais na vontade de comprar..
    Beijos

    carinhodaspalavras.com.br

    ResponderExcluir

- É permitido divulgar o endereço do blog/site, desde que seja feito em um comentário a respeito do post.
- Comentários realizados apenas para divulgar blogs/sites/promoções serão apagados.
- Utilize o formulário de CONTATO para avisos a respeito de memes/promoções/parcerias.

Popular Posts

Twitter

Instagram