Introducing you a Movie: "Ruby Sparks: a namorada perfeita"

quarta-feira, abril 03, 2013


FICHA TÉCNICA
Diretor: Jonathan Dayton, Valerie Faris
Produção: Albert Berger, Ron Yerxa
Roteiro: Zoe Kazan
Fotografia: Matthew Libatique
Trilha Sonora: Nick Urata
Ano: 2012
País: EUA
Gênero: Comédia Romântica

Sinopse: O romancista Calvin (Paul Dano) sofre com perturbador bloqueio criativo que atrapalha o desenvolvimento de seu último livro. Com problemas também em sua vida pessoal, começa a criar uma personagem feminina poderia se apaixonar por ele. Daí nasce Ruby Sparks (Zoe Kazan), que inicialmente é uma personagem dentro de uma história, mas que pouco depois ganha vida e passa a conviver e se relacionar com Calvin pessoalmente.


Olá pessoal, tudo bem?!

Hoje viemos com a resenha do filme "Ruby Sparks" que conta a história de Calvin, um escritor prodígio e solitário que sofre com a falta de inspiração e imaginação para escrever um novo livro. Em plena crise criativa e com a pressão para criar um novo título, Calvin recorre a sessões de terapia, onde o analista lhe dá a tarefa de escrever um simples texto, de uma folha, sobre qualquer assunto e sem compromisso em agradar. 

É assim que Calvin começa a escrever sobre a garota perfeita, a menina dos seus sonhos pela qual ele se apaixona seriamente e começa a mergulhar num relacionamento fantasioso. Até aí, tudo pode parecer um pouco sonhador demais, mas, de hora para a outra, a tal garota se materializa e aparece para Calvin com todas as características por ele imaginadas. Ela é Ruby, a personagem que ganha vida. 

Apesar do filme parecer à primeira vista água com açúcar ou clichê, tratando sobre autores solitários e em crise, ele tem um toque reflexivo, o que nos surpreendeu positivamente, pois não tínhamos altas expectativas com a história. Nela, nos deparamos com o personagem Calvin que tem todo o poder de modificar sua amada Ruby, tanto fisica quanto psicologicamente, ao alcance de suas mãos - basta utilizar sua máquina de escrever. Ruby, por sua vez, não possui livre-árbitro, a capacidade de fazer suas próprias escolhas, pois, sendo Calvin seu criador, é ele quem decide aquilo que deseja que se torne realidade. 

Num primeiro momento, não há a possibilidade de Ruby contradizer ou negar as vontades de Calvin (até
porque ela não imagina ser um 'ser' inventado), e é aí que entra a grande questão a ser refletida: a vontade de controlar a pessoa que se ama e de fazer com que alguém mude porque queremos. Este filme mostra a verdadeira magia de um relacionamento, e aponta a negatividade das relações 'manipuladas'. Apesar de ser uma história fictícia, o roteiro mostra claramente as fases de uma relação com seus altos e baixos, com ciúmes, paixões, separações, sentimentos de posse e liberdade. Aliás, devemos elogiar a atuação dos atores principais: Paul Dano (Calvin) e Zoe Kazan (Ruby). A interação em cena é perfeita e impressiona o forte sentimento, olhares e falas com profunda química e harmonia.

Enfim, é um filme leve, mas ao mesmo tempo inteligente e sensível. Não é uma comédia para gargalhar, aliás, não classificaríamos simplesmente como uma comédia romântica, pois apesar da abordagem voltada para o fantástico e o humor, gera ainda momentos de drama e reflexão. Vale a pena conferir, fica a dica!



Poderá gostar também

1 comentários

  1. Ainda quero muito ver esse filme (deveria tê-lo visto no cinema, mas enfim...)! Gostei muito do Paul Dano em Little Miss Sunshine (faz teeempo) e a presença dele em Ruby foi o que mais me deixou com vontade de assistir.

    Bj, Livro Lab

    ResponderExcluir

- É permitido divulgar o endereço do blog/site, desde que seja feito em um comentário a respeito do post.
- Comentários realizados apenas para divulgar blogs/sites/promoções serão apagados.
- Utilize o formulário de CONTATO para avisos a respeito de memes/promoções/parcerias.

Popular Posts

Twitter

Instagram