Introducing you a Movie "Toast: a história de uma criança com fome"

segunda-feira, agosto 05, 2013

“Toast: a história de uma criança com fome”
Direção: S.J Clarkson
Roteiro: Lee Hall, Nigel Slater
Trilha Sonora: Ruth Barrett
Ano: 2010
País: Reino Unido
Gênero: Drama/Comédia

Sinopse:
Desde criança, Nigel era fascinado por culinária, mas, para seu azar, o máximo que sua mãe sabia fazer eram torradas. Quando ela morre, o pai dele contrata uma empregada que é ótima cozinheira, e ele passa a competir com ela pela atenção do pai, já que seus dotes culinários começam a surgir também.





Olá pessoal, tudo bem com vocês?


Hoje a resenha é do filme “Toast”. Há algum tempinho queria assistir esse filme, pois o trailer sempre chamava minha atenção. Apesar disso, não criei muitas expectativas e no fim de semana passado decidi assistir e devo dizer que não me arrependi. Fiquei encantada com a atmosfera do filme, com suas cores, sua fotografia a la Amélie Poulin, seu senso de humor e, certamente, a atuação dos personagens, com destaque à grande Helena Bonham Carter no papel da Sra. Potter. Mas vamos à história?

Oscar Kennedy interpreta Nigel na infância


“Toast” é um filme baseado na biografia do chef de cozinha Nigel Slater e descreve sua infância e adolescência na década de 60. Nigel é filho único, criado em um lar onde a culinária não é um forte – a mãe definitivamente é um desastre na cozinha e, por isso, recorre à praticidade dos enlatados; o pai, por sua vez, não parece ligar muito para a alimentação. Nigel, por sua vez, sonha com as fotos dos livros de receitas, onde vê alimentos frescos e saborosos, preparados na hora. Tendo a mãe como aliada, ele começa a se aventurar na cozinha de casa e logo toma gosto pela gastronomia. 

Freddie Highmore (Spiderwick) interpreta Nigel na adolescência



Porém, tudo começa a mudar quando a mãe, por quem Nigel nutria um amor e devoção incondicionais, morre e ele se vê desamparado e sozinho com o pai, com quem sempre teve uma relação difícil e distante emocionalmente. Para piorar, agora ele tem que lidar com a chegada da nova empregada na casa, a extravagante Sra. Potter, que para sua alegria e desespero cozinha maravilhosamente bem e traz o mundo da culinária para o lar do Slater, mas, ao mesmo tempo, se mostra disposta a conquistar o pai pelo estômago e ocupar o lugar da sua querida mãe.



Com esses ingredientes, já é possível prever um pouco do que acontecerá. Muitas discussões e rivalidades entre Nigel e Sra. Potter, onde a gastronomia será o elemento principal e o ponto de partida para a disputa pela atenção e pelo amor do Sr. Slater (coisas que Freud explica :) . Apesar da relação tensa entre esses dois personagens centrais, o filme é de uma leveza e simplicidade encantadores que cativam o espectador. É tocante e faz rir e chorar na mesma medida, isso sem falar na fotografia e trilha sonora com seus ares vintage, e a atuação impecável dos atores. Como ponto negativo, só poderia falar do final, que na minha opinião pareceu meio abrupto e me deixou com gosto de quero mais, mas nada que estragasse a beleza do filme. Com tanta doçura, é claro que recomendo o filme! 


By Débora

Poderá gostar também

7 comentários

  1. Nossa, eu nunca tinha ouvido falar sobre esse filme antes! Adoreei, e como também gosto bastante desse ator, com certeza assistirei um dia *-*

    xx Carol
    http://hangoverat16.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Não conhecia esse filme, mas só por ter Helena meus olhinhos brilharam *-*
    Beijos, Silvia.
    Hangover at 16 - hangoverat16.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até hj não tenho um filme do qual a Helena tenha participado que eu não tenha gostado! E ela está mto engraçada nesse filme, adorei!
      Bjo

      Excluir
  3. Oi, tudo bem?

    Indiquei você para uma tag no meu blog, dê uma olhada: http://poemasdoreseamores.blogspot.com.br/2013/08/tag-meus-10-livros-favoritos.html.

    Beijos,

    Danielle Medeiros de Souza.

    ResponderExcluir
  4. Quando vi a capa achei que seria um filme bem bobinho, mas analisando seu post até que ficou mais interessante e acho que vale a pena dar uma olhada.

    Estou seguindo seu blog para acompanhar as atualizações e sempre que puder fazer uma visita.

    Abraços

    http://reaprendendoaartedaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adorei o filme, mas não considero um filme mto bobo! Há questões que são postas para refletir, como o homossexualismo, apesar de esse não ser o foco principal do filme! Vale a pena ;)
      E que bom que gostou do blog, Fernando *.*
      Bjo

      Excluir

- É permitido divulgar o endereço do blog/site, desde que seja feito em um comentário a respeito do post.
- Comentários realizados apenas para divulgar blogs/sites/promoções serão apagados.
- Utilize o formulário de CONTATO para avisos a respeito de memes/promoções/parcerias.

Popular Posts

Twitter

Instagram