“Eu compro, sim! Mas a culpa é dos hormônios...” de Pedro de Camargo

sexta-feira, novembro 01, 2013

“Eu compro, sim! Mas a culpa é dos hormônios...”
Autor: Pedro de Camargo
Editora: Novo Conceito (Selo Novas Ideias)
192 páginas

Sinopse: Entenda o comportamento do consumidor e aprenda a comprar com consciência! Este é um livro divertido. O tipo de livro que a gente tem que ler nem que seja só para continuar uma conversa quando aqueles terríveis momentos de silêncio se instalam entre os interlocutores. Mas, além disso, este é um livro sério, muito sério. (Antes de começar a lê-lo, vale a pena dar uma olhada nas referências bibliográficas). A proposta sensacional de Pedro de Camargo é demonstrar, da forma mais simples possível, como nosso comportamento de consumo está diretamente ligado aos neurotransmissores responsáveis pelas sensações de prazer. Parece complicado, mas sob a escrita de Camargo você vai compreender perfeitamente alguns de seus comportamentos pouco ortodoxos, embora comuns, como assaltar a geladeira em noites mais frias, ou comprar aquele monte de bobagens que nunca, em toda a sua vida, pretendeu usar... E, como cortesia, com as dicas no fim de cada capítulo é possível aprender a combater seus próprios neurotransmissores endoidecidos — e consumistas — e conquistar o orçamento saudável com que sempre sonhou. 


Olá pessoal, tudo bem com vocês?!

Hoje a resenha não é de um livro de ficção, mas sim uma obra que faz um estudo comportamental muito pertinente para a sociedade atual. Estou falando do livro “Eu compro sim, mas a culpa é dos hormônios”, de Pedro Camargo, cujo tema principal é o consumo e os aspectos biológicos que o influenciam. Gosto de conhecer os fatores que movem o comportamento humano, mas principalmente psicológicos, então quando vi que o autor traria uma abordagem biológica, logo de cara fiquei curiosa.

O consumismo é, sem dúvida alguma, um assunto que, além de interessante, deve ser encarado com seriedade. Ele se encontra presente em qualquer tipo de discussão, seja ela ambiental, política, psicológica ou econômica. Acredito que a sociedade nunca viveu tão ligada ao consumo e às suas diversas formas como atualmente. Hoje, tudo se consome ou desperta o desejo de ter, ato que cada vez mais é facilitado por meio da tecnologia. Muitas vezes, com um simples clique do mouse, é possível concretizar uma compra, saciar uma vontade ou desejo, fazendo com que o dinheiro se torne tão essencial e leve as pessoas facilmente ao consumo desenfreado, ilimitado e exagerado.

Os Estados Unidos, país que talvez tenha a sociedade mais consumista do mundo, produzem também muitas pesquisas que visam explicar esse comportamento humano, suas causas e suas consequências na vida das pessoas. São esses estudos as principais bases utilizadas pelo autor Pedro de Camargo em seu livro, que tenta explicar o ato de consumir através da visão biológica, buscando respostas no âmbito primitivo e inconsciente do ser humano. Tudo é explicado pela química do cérebro e pelo sistema endócrino, o que, de certa forma, desresponsabiliza as pessoas pelo interesse em consumir.

“Vê-se então que não temos livre-arbítrio. (...) Muitas vezes, nosso corpo decide pela gente em função da manutenção e nos avisa depois. Você não tem consciência de tudo o que o seu organismo faz, basta imaginar que, neste exato momento, várias ações internas  estão sendo tomadas, sem que você tome ciência disso, para a manutenção da sua vida e para que você busque parceiros com a intenção de perpetuar seus genes.” (pg. 43)

Certamente, as análises feitas pelo autor e a busca de respostas na biologia humana são muito interessantes e válidas em várias situações. Ao longo da leitura, compreendi o papel da química do corpo no que impele o impulso da compra, porém não concordei com tudo. Sempre começo a analisar o comportamento humano de forma psicológica, antropológica, sociológica, enfim, de forma mais humanista, porque acredito que aquilo que diferencia o ser humano das demais espécies seja a consciência.  De qualquer forma, gostei bastante do livro, com destaque aos capítulos sobre a relação da música com o ato de consumir e a relação do público feminino com o consumo literário.

“Um estudo mostra que a mulher tende a ler mais do que os homens. Enquanto eles leem em media cindo livors por ano, elas leem nove. Os homens procuram mais livros de biografia e história, as mulheres, em sua maioria, buscam romance e ficções. Para alguns autores de neurociências, isso acontece porque elas têm grandes quantidades de neurônios-espelho, os quais ajudam a prever a ação do outro sujeito e a se colocar no seu lugar em situações diversas. (...) Assim, os livros que contam histórias emocionantes fazem com que as mulheres se identifiquem com tais situações . É possível que as mulheres sejam mais capazes de sentir empatia com pessoas fictícias e situações inventadas. Isso provavelmente é o que as faz comprar mais livros e, dentre eles, uma quantidade enorme de romances.” (pg. 111)


É com exemplos práticos e cotidianos, como o ato de comprar livros, que o autor explica as teorias biológicas do consumo. Apesar de o tema ser tão recorrente e sério, o autor conseguiu tratá-lo de forma bastante leve e divertida, inclusive trazendo exemplos de experiências pessoais, além de dicas para o leitor controlar seu impulso desenfreado pela compra. A linguagem utilizada por Pedro de Camargo deixa a abordagem do tema acessível e compreensível. Acredito que seja uma leitura recomendável a todos, mas principalmente a pessoas que trabalham com o comportamento humano, como marketing, psicologia, administração e outras áreas afins.

By Débora


Poderá gostar também

13 comentários

  1. Esse livro não faz o tipo de livro que eu leria, mas achei bem legal pelo seu diferencial. Participei de várias promoções tentando ganhar mas infelizmente não rolou, quem sabe quando der eu compro né?

    http://alguns-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, não é um livro de ficção, é um estudo comportamental, mas com a abordagem bem leve, o que torna a leitura bem rápida! Quando puder, não deixe de ler ;)
      Bjos

      Excluir
  2. Não sei por que acabei não solicitando esse livro pela parceria, mas me interesso demais pelo tema, pelo comportamento de consumo movido pelo psicológico, pela manipulação da comunicação,... Gostei da resenha e vejo que esta seria uma leitura interessante, me arrependo de não ter pedido o livro. É curioso enxergarmos a nós mesmos no papel de consumidor e perceber que muitos dos nosso atos não são mais que mero impulso, não paramos efetivamente para refletir e ponderar sobre o que compramos e nossas reais necessidades. Muito interessante.

    Um beijão, Livro Lab

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aline! Legal seu comentário, realmente é curioso sabermos que não temos o controle sobre todas nossas ações, e o consumo acaba sendo muitas vezes um dos meios onde isso se vê!
      Bjos

      Excluir
  3. Ganhei esse livro e assim que chegar o lerei.

    Te espero lá no meu cantinho, =D
    http://meuhobbyliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oie!
    Que temática interessante. Ai, eu compro muitos livros, por mais que eu tente me controlar, parece que é inevitável.

    Beijos*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hehehe Bookaholics e a loucura pelos livros :) Não tinha como não se identificar, né Nessa?!
      Bjos

      Excluir
  5. Não é o tipo de livro que gosto de ler, mas achei interessante essa abordagem diferente...

    Beijos, Entre Aspas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Carla, a abordagem do autor faz muita diferença para o livro ser tão agradável!
      Bjos

      Excluir
  6. Débora e Alessandra a resenha de vocês é fantástica! Se não é a melhor que já li, certamente é uma delas Um enorme abraço e obrigado pela atenção e carinho de vocês. Pedro de Camargo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanta honra sua visita aqui no blog, Pedro :) Ficamos felizes com o seu comentário por aqui, seu livro e sua escrita são muito interessantes, parabéns pelo trabalho!
      Bjos

      Excluir
  7. Quando quiserem um post aqui eu farei com o miaor prazer. É só pedir. Abração. Pedro de Camargo

    ResponderExcluir

- É permitido divulgar o endereço do blog/site, desde que seja feito em um comentário a respeito do post.
- Comentários realizados apenas para divulgar blogs/sites/promoções serão apagados.
- Utilize o formulário de CONTATO para avisos a respeito de memes/promoções/parcerias.

Popular Posts

Twitter

Instagram