Sob a voz de uma criança: 8 livros para adulto nenhum botar defeito!

terça-feira, outubro 13, 2015

Olá pessoal, tudo bem?!

Ontem foi Dia das Crianças e, curtindo ainda esse clima de infância, o post de hoje traz uma lista de livros cuja voz principal é de uma criança. A intenção não era trazer livros fantasiosos, mas sim histórias um tanto reais e conturbadas contadas sob o olhar e a perspectiva inocente de uma criança que, mesmo em um drama, consegue dar leveza e sutileza à história, além daquele toque verdadeiro e sem rodeios sobre o que está vivendo. 

Os livros escolhidos trazem enredos narrados exclusivamente por crianças (ou jovens adolescentes). Suas histórias, apesar do olhar infantil ou juvenil, descrevem situações nada bobas e, portanto, são perfeitas para todo adulto ler e refletir. Sob a visão das crianças, é possível rever o mundo no qual crescem os pequenos e os problemas aos quais são expostos.  

Ficam aqui nossas dicas de leituras:




"Quarto", de Emma Donoghue

Sinopse: Para Jack, um esperto menino de 5 anos, o quarto é o único mundo que conhece. É onde ele nasceu e cresceu, e onde vive com sua mãe, enquanto eles aprendem, leem, comem, dormem e brincam. À noite, sua mãe o fecha em segurança no guarda-roupa, onde ele deve estar dormindo quando o velho Nick vem visitá-la. O quarto é a casa de Jack, mas, para sua mãe, é a prisão onde o velho Nick a mantém há sete anos. Com determinação, criatividade e um imenso amor maternal, a mãe criou ali uma vida para Jack. Mas ela sabe que isso não é suficiente, para nenhum dos dois. Então, ela elabora um ousado plano de fuga, que conta com a bravura de seu filho e com uma boa dose de sorte. O que ela não percebe, porém, é como está despreparada para fazer o plano funcionar. Confira resenha aqui.






"Cotoco", de John van de Ruit

Sinopse: África do Sul, 1990. Dois grandes eventos estão prestes a acontecer: a libertação de Nelson Mandela e, o que para o garoto John Milton é ainda mais importante, o início das aulas no internato. Cercado por pais no mínimo lunáticos, uma avó gagá e colegas de dormitório para lá de estranhos (com apelidos do tipo Lagartixa, Rambo, Rain Man e Cachorro Doido), John (que graças a suas partes íntimas pouco desenvolvidas é debochadamente apelidado de Cotoco) faz o que pode para se adaptar - e tudo indica que não será fácil. Munido apenas da própria perspicácia e de um diário, Cotoco vive uma série de situações bizarras e divertidas: de mergulhos proibidos no meio da madrugada a acirrados campeonatos de críquete, passando pela caça ao fantasma de um professor e por catastróficas férias em família.





"O Menino do Pijama Listrado", de John Boyne

Sinopse: Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus.Também não faz idéia de queseu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos de que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e, para além dela, centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com um frio na barriga. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel,um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. 'O Menino do Pijama Listrado' é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável.







"Extraordinário", de R. J. Palacio

Sinopse: August Pullman, o Auggie, nasceu com uma síndrome genética cuja sequela é uma severa deformidade facial, que lhe impôs diversas cirurgias e complicações médicas. Por isso, ele nunca havia frequentado uma escola de verdade... até agora. Todo mundo sabe que é difícil ser um aluno novo, mais ainda quando se tem um rosto tão diferente. Prestes a começar o quinto ano em um colégio particular de Nova York, Auggie tem uma missão nada fácil pela frente: convencer os colegas de que, apesar da aparência incomum, ele é um menino igual a todos os outros.







"O Diário de Anne Frank", organizado por Otto Frank e Mirjam Pressler

Sinopse: Um dos livros mais importantes do século XX. O depoimento da pequena Anne Frank, morta pelos nazistas após passar anos escondida no sótão de uma casa em Amsterdã, ainda hoje emociona leitores no mundo inteiro. Seu diário narra os sentimentos, os medos e as pequenas alegrias de uma menina judia que, como sua família, lutou em vão para sobreviver ao Holocauto. Lançado em 1947, O diário de Anne Frank tornou-se um dos livros mais lidos do mundo. O relato tocante e impressionante das atrocidades e dos horrores cometidos contra os judeus faz deste livro um precioso documento e uma das obras mais importantes do século XX. O título possui diversas edições e há décadas atrai muitos leitores.








"O Sol é para Todos", de Harper Lee

Sinopse: Um livro emblemático sobre racismo e injustiça que trata a história de um advogado que defende um homem negro acusado de estuprar uma mulher branca nos Estados Unidos dos anos 1930 e enfrenta represálias da comunidade racista. O livro é narrado pela sensível Scout, filha do advogado. Uma história atemporal sobre tolerância, perda da inocência e conceito de justiça. Obs.: Recentemente, foi lançado "Vá, coloque um Vigia", livro com a continuação da história. Sua divulgação vem gerando muita polêmica com relação à verdadeira autoria da obra.







"Festa no Covil", de Juan Pablo Villalobos

Sinopse: Breve e incisivo ao revelar a face mais violenta da realidade (não apenas) mexicana sob uma ótica insólita, entra no cânone da narcoliteratura. Em Festa no Covil, a vida íntima de um poderoso chefe do narcotráfico - Yolcault, ou “El Rey” - é narrada pelo filho. Garoto de idade indefinida, curioso e inteligente, o pequeno herói, que vive trancado num “palácio” sem saber a verdade sobre o pai, reconta sem filtros morais o que presencia ou conhece pela boca dos empregados ou pela tevê. Seu passatempo é investigar secretamente os mistérios que entrevê, colecionar chapéus e palavras difíceis e pesquisar sobre samurais, reis da França e animais em extinção, sempre com o auxílio de seu preceptor - um escritor fracassado egresso da esquerda. Esse pequeno príncipe, tão mimado quanto privado de infância, tem um desejo obsessivo: completar seu minizoológico particular com o raríssimo hipopótamo anão da Libéria. Reveses nos negócios paternos e a conveniência de o grupo abandonar o México por um tempo acabam tornando realidade o safári para capturar o tal hipopótamo em risco de extinção. A viagem à África com seus percalços e o regresso ao “palácio” constituem a grande iniciação do narrador-protagonista, a quem só na última linha é dado chamar o pai de “pai”.



"O Apanhador no Campo de Centeio", de J. D. Salinger

Sinopse: O Apanhador no Campo de Centeio narra um fim-de-semana na vida de Holden Caulfield, jovem de 16 anos vindo de uma família abastada de Nova York. Holden, estudante de um reputado internato para rapazes, volta para casa mais cedo no inverno depois de ter recebido más notas em quase todas as matérias e ter sido expulso. No regresso a casa, decide fazer um périplo, adiando assim o confronto com a família. Holden vai refletindo sobre a sua curta vida, repassa sua peculiar visão de mundo e tenta definir alguma diretriz para seu futuro. Antes de enfrentar os pais, procura algumas pessoas importantes para si (um professor, uma antiga namorada, a sua irmãzinha) e tenta explicar-lhes a confusão que passa pela sua cabeça. Foi este livro que criou a cultura-jovem, pois na época em que foi escrito, a adolescência era apenas considerada uma passagem entre a juventude e a fase adulta, que não tinha importância. Mas esse livro mostrou o valor da adolescência, mostrando como os adolescentes pensam.



E então, leitores, o que acharam das sugestões? Quais as dicas de leitura com narrador infantil vocês têm?! Nos deixem saber nos comentários ;)

Poderá gostar também

2 comentários

  1. Olá!
    Gostei das indicações *-*.
    Desses li apenas O menino do Pijama listrado e realmente é uma história comovente. Tenho Quarto, mas ainda não tive coragem para lê-lo. O Diário de Anne Frank e Extraordinário estão na minha lista tbm.
    O Apanhador no campo de centeio é um livro que sempre vejo comentários a respeito e que preciso ler tbm.
    Os outros eu já conhecia, mas não me interessam muito.
    Estou voltando a blogar, se quiser conhecer meu blog, fique a vontade...
    http://sentimentonoslivros.blogspot.com.br/
    bjos!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Andréia! Não deixe de ler tbm O Sol é para Todos... livro extraordinário!!!
      Bjos e obrigada pelo comentário!!!

      Excluir

- É permitido divulgar o endereço do blog/site, desde que seja feito em um comentário a respeito do post.
- Comentários realizados apenas para divulgar blogs/sites/promoções serão apagados.
- Utilize o formulário de CONTATO para avisos a respeito de memes/promoções/parcerias.

Popular Posts

Twitter

Instagram